sábado, 19 de dezembro de 2009

Recompensa

Por ter sido uma boa aluna de física, sei que toda ação corresponde uma reação. E assim, tudo que fazemos, tem um retorno. Somos resultado de nossas escolhas, de nossos atos, somados a centenas de anos de genética.
Meu pai, vendo minha filha ainda bebê, falou que aquela criaturinha era o sentido de continuarmos vivendo. Eu diria que é nossa recompensa. Hoje vejo minha filha cuidando da sua filha da mesma forma, com o mesmo instinto. Ver sua dedicação me comove, me faz lembrar de mim, de minha mãe, de minha avó.
"Minha dor é perceber que apesar de termos feito tudo que fizemos, ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais." Esta frase do Belchior me acompanhou por muitos anos, porque queremos ser melhores que nossos pais. Graças! Mas, aí, vem a compreensão: somos iguais, estamos devolvendo o que nos deram. É uma devolução para a frente. Vejo minhas reações... compreendo... vejo minha mãe sofrer por mim, vejo meu pai sofrer por mim.
A filha de minha filha é dela. O cuidado com o filho permanece. Vi muitas vezes minha mãe me protejendo de minha própria filha. E,agora me vejo fazendo o mesmo. Tudo tudo que vem do filho a gente venera. Você vê seu filho gerando outro ser humano perfeito. É a perfeição da perfeição. É a recompensa da dedicação, da abdicação, do cansaço, do amor incondicional.